Politíca Anti-assédio

Seria bom não precisar, mas se precisar é bom ter.

Apresentação

Meninas Digitais no Cerrado trata-se de um grupo de professores e estudantes do Campus Ceres do IF Goiano originado no ano de 2016, sendo um parceiro da Sociedade Brasileira da Computação (SBC) no âmbito de seu programa nacional homônimo, existente desde 2011. Atualmente os membros da equipe possuem projetos cadastrados de Extensão e Pesquisa no Campus Ceres do IF Goiano e vem promovendo ações não somente para a comunidade acadêmica da Instituição, como também em demais eventos da região, com foco no empoderamento feminino em informática e demais ciências como um todo.

Objetivo

O objetivo desta política anti-assédio é reportar comportamentos esperados pelos estudantes, servidores e demais indivíduos que participem de ações realizadas pelo Campus Ceres do Instituto Federal Goiano. Nesse âmbito, Meninas Digitais no Cerrado busca um ambiente de equidade, promovendo uma comunidade respeitosa e assim sendo, livre de assédio. Deste modo, este documento segue como um guia de nossa cultura, a favor de um espaço onde todos e todas sejam tratados com respeito.

Conduta Geral

É essencial que sempre trate-se a todos e todas com respeito e integridade. Fazer parte do Campus Ceres do IF Goiano é uma oportunidade, e cada um de nós tem total direito de aproveitar tamanha experiência sem medo de assédio, discriminação ou condescendência, seja de maneira explícita ou não.

Acreditamos que a instituição preza pelo tratamento cordial e zeloso de todas as pessoas que compõem a comunidade IF Goiano. Para tanto, espera-se que os componentes desta tratem-se de modo cordial e gentil, respeitando as diferenças individuais. Não são permitidas práticas sexistas e discriminatórias no espaço de convivência, relacionada (sem limitação) a neurodiversidade, raça, cor, nacionalidade, gênero e identidade de gênero, orientação sexual, idade, tamanho corporal, habilidades, aparência, religião, necessidades especiais, condição sócio-econômica e etc.

Deste modo, adota-se uma política de não tolerância para assédio de todos os tipos, incluindo mas não se limitando a:

Indivíduos cujo comportamento infrinja as regras dispostas neste código de conduta serão advertidos e devem cessar imediatamente todo e qualquer comportamento ofensivo. Caso algum participante sinta-se ameaçado e/ou incomodado, deve relatar o ocorrido aos coordenadores da ação para que medidas cabíveis sejam tomadas. Também aja para interceptar ameaças aos demais presentes, seja você a vítima ou não.

Tais transgressões encontram-se sujeitas a punições conforme as leis brasileiras, além de serem evidenciadas no Manual Estudantil do IF Goiano, bem como às normas e estatutos regulamentares da instituição. Objetiva-se evitar, do melhor modo possível, todo tipo de situação que possa causar constrangimentos.

Comportamento em eventos institucionais

Nos eventos promovidos pela Instituição, bem como os eventos promovidos pelo próprio projeto em questão, Meninas Digitais no Cerrado, valer-se a de toda a conduta geral exposta acima. O intuito dos eventos é compartilhar experiências e adquirir aprendizado a fim de contribuir para o crescimento pessoal e profissional, de forma saudável e sustentável

Ademais, o/a responsável pelas transgressões poderá ser convidado/a para se retirar do evento em questão. Inclusive, a comissão organizadora também se reserva ao direito de impossibilitar/banir a participação deste/desta em demais ações e atividades futuras.

Contribuições

Esta política está licenciada através da Creative Commons – Brasil - Zero (Domínio Público) e foi baseada na política anti-assédio do wiki “Feminist Geek”, criada pela Ada Initiative com a ajuda de várias voluntárias e voluntários. Foi adaptada a partir de várias políticas anti-assédio e códigos de conduta, incluindo o utilizado pela rede Tech Ladies, pelo grupo Google Developers (GDG) Goiânia e pelos eventos: Mulheres na Tecnologia e Fórum Internacional de Software Livre (FISL).